Skip to content

Manutenção Programada AZURE

Recebemos hoje do time Azure Brasil o aviso sobre a manutenção do Azure que exigirá a reinicialização das máquinas virtuais. (Uma tristeza para quem não reiniciava seu servidor há algum tempo e gostava de ver o uptime do servidor).

Acompanhe na íntegra o aviso:

O Azure requer manutenções periódicas para introdução de novas capacidades, melhoria de confiabilidade, segurança e desempenho. Isso faz parte da dinâmica de uma nuvem pública e ocorre em todas elas.

Enquanto a maioria das atualizações não impactam o ambiente de nossos clientes, a próxima manutenção exigirá um reboot das VMs.

Para minimizar o impacto aos nossos clientes, recentemente lançamos ferramentas que melhoram a comunicação com os administradores dos clientes e, o que é mais importante, aumentam o controle que os clientes tem durante uma manutenção que afeta seus ambientes. Estas ferramentas “Self Service” permitem que nossos clientes escolham o momento certo para o reboot (ou “redeploy”) em uma janela de tempo pré-estabelecida.

Especificamente, nesta manutenção, todas as VMs do Azure serão gradualmente reiniciadas, pois trata-se de uma importante manutenção que inclui atualização de BIOS, Firmware e até o Sistema Operacional Host. Essa é a primeira vez desde Março de 2016 que estamos iniciando uma manutenção que impacta o cliente e nenhuma foi feita em 2017.

Este update crítico irá melhorar disponibilidade, capacidade de monitoramento e qualidade de serviço aos nossos clientes, incluindo novas funcionalidades.

A janela de atualização programada, quando os clientes poderão definir o melhor período para reboot, inicia-se hoje – dia 28/12/2017 indo até dia 09/01/2018. Os administradores dos clientes estão sendo notificados via email e console de administração do Azure. A única desvantagem desta opção é que o “disco” temporário associado a VM será perdido (normalmente o impacto é baixo ou nenhum). É importante engajar seus clientes e reforçar a importância deste update e orienta-lo a programar este reboot, para evitar impacto no negócio.

Importante: clientes que já operam em regime de alta disponibilidade, com as VMs em “Availability Set”, terão impacto minimizado pois o reboot não afetará duas VMs simultaneamente, e não irá requerer nenhuma ação por parte do cliente.

A partir do dia 10 de janeiro, iniciaremos o reboot forçado das VMs, que ocorrerá de forma GRADUAL, sendo concluído dia 22 de Janeiro de 2018. Ao contrário da opção de manutenção programada, não há perda do “disco” temporário.

Time Azure Brasil.


UPDATE: Como também somos clientes do Microsoft Azure (o blog NicholasMM.com.br por exemplo está rodando lá 😄), recebemos hoje o e-mail abaixo:

Published inAzure

Be First to Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *